quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Alimentar-se bem é bom


Fruta é o mais perfeito alimento, gasta uma quantidade mínima de energia para ser digerida e dá ao seu corpo o máximo retorno.

O único problema com frutas é que a maioria das pessoas não sabe como comê-las de forma a permitir que o corpo use todos os seus nutrientes.

  • Devem-se comer as frutas sempre com o estômago vazio. A razão é que as frutas não são em princípio, digeridas no estômago e sim no intestino delgado.As frutas passam rapidamente pelo estômago, dali indo para o intestino, onde libertam os seus açúcares. Mas se houver carne, batatas, ou amidos no estômago, as frutas ficam presas e começam a fermentar.
  • Já comeu alguma fruta de sobremesa, após uma farta refeição, e passou o resto da noite sentindo aquele desconfortável sabor na boca? È porque não comeu de maneira adequada. Deve-se comer de estômago vazio.
  • A fruta é o melhor alimento que podemos comer para nos protegermos das doenças do coração, pois contém bioflavonóides, que evitam que o sangue se torne espesso e obstrua as artérias.
  • Também fortalecem os vasos capilares, que quando fracos podem provocar hemorragias internas e até ataques cardíacos.

Um costume Chinês e Japonês é o de beber chá quente durante as refeições, no lugar de bebidas geladas, de preferência chá verde.

Líquidos gelados durante e após as refeições solidificam os componentes oleosos dos alimentos, retardando a digestão. Reagem com os ácidos digestivos e serão absorvidos pelo intestino mais depressa do que os alimentos sólidos, demarcando o intestino e endurecendo as gorduras que permanecerão por mais tempo no intestino.

Enquanto que tomar um chá quentinho depois da refeição facilita a digestão e amolece as gorduras para serem expelidas mais rapidamente, o que também ajuda a emagrecer.






Fonte: E-mail que recebi.

domingo, 22 de agosto de 2010

Marmitex criativas

Essas refeições feitas por japoneses são uma graça, dá até pena de comer e estragar a montagem.
Devem funcionar muito bem com crianças... mas, pensando bem, aí é que elas vão querer brincar com a comida!